Queridos Amigos,
Realizou-se ontem o workshop de Saladas de Pote, no Organii Eco Market, que foi excelente, e venho partilhar com todos vós a receita base para qualquer salada de pote.
Ficaram óptimas, todos os participantes comeram e gostaram, mesmo.
Recordo também que vamos ter uma nova edição do workshop PEQUENOS ALMOÇOS SAUDÁVEIS, no dia 16, em pós laboral e onde podes vir aprender imensas variantes para o pequeno almoço de toda a família. Refeições saudáveis, nutritivas e muito variadas, é o que vos proponho para que o vosso pequeno almoço vos faça ganhar ainda mais vida logo pela manhã.
As turmas dos wshops em pós laboral são mais pequenas, pelo que é aconselhável reservarem o vosso lugar.
No próximo fim de semana também se realizam os wshops de Pães e Sobremesas sem Glúten, com 1 vaga e Iniciação ao Vegetarianismo, com 1 vaga também.

Para os workshops, enviar email para cursovegetariano@gmail.com
Vamos então às saladas de Pote:

Primeiro, os ingredientes:

Posso utilizar vegetais de todos os tipos, sementes, frutos secos, bagas, germinados, leguminosas, cereais, fruta fresca, etc.

Primeiro Passo:

A Primeira camada:

O molho, é sempre o primeiro ingrediente da primeira camada, da nossa salada de pote.
Podem ver aqui o processo completo da salada de pote.

Molho:

Fiz 2 molhos maravilhosos, muito versáteis e que servem também para massas, arroz, legumes salteados, etc…

Molho 1:

Uma chávena almoçadeira de azeite
Um molho inteiro de manjericão
Sal, pimenta preta, curcuma q.b.

Molho 2:

Uma chávena almoçadeira de azeite
1 chávena de café de vinagre de sidra
2 colheres de sopa de levedura nutricional, ou levedura de cerveja.
Sal, pimenta preta, curcuma q.b.

* Esta quantidade de molho dá para várias saladas. Como podem ser guardados no frigorífico dentro de um frasco, podem ser feitos em maior quantidade, já que vão gostar tanto deles e como são tão versáteis, vão querer utilizar noutros pratos.

Segundo Passo:


A Segunda camada:

Vamos colocar tudo aquilo que não vai “cozer” se estiver em contacto com o molho. Podem ser as leguminosas,como grão cozido, feijão azuki, vermelho, frade, etc, pode ser tofu, trigo sarraceno cozido, aveia cozinhada, etc…

Terceiro Passo:

Terceira Camada:

Colocamos os vegetais mais grossos, tipo couves, cenoura, beterraba, milho, tomate, pimento, massa. Acondicionamos bem.

Quarto Passo:


Quarta Camada:


Colocamos agora as folhas mais tenras, como as alfaces, rúcula, espinafres, nabiças, agrião, etc..

Quinto Passo:


Quinta Camada:

Adicionamos as sementes, as bagas e as oleaginosas (como goji, chia, sésamo, abóbora, avelã, nozes, amêndoas, etc…)
E por fim, podemos enriquecer ainda mais a nossa salada de pote, com uns germinados de brócolo, beterraba, biovivos de ervilha e girassol.

Sexto Passo:

Fechamos bem o frasco e colocamos no frigorífico até à hora de servir.
As saladas de pote podem ser feitas para vários dias e conservam-se muito bem no frigorífico até à hora de servir.

E aí vem a Sétimo Passo que é, como se abre e consome a salada de pote?

O que a faz durar tanto tempo?

O pote será aberto só quando formos consumir a salada, nessa altura viramos o pote ao contrário, e o molho vai escorrer pela salada toda, ficando todos os ingredientes envolvidos pelo delicioso sabor do molho.
Deitamos num prato ou comemos directamente do pote. Já se vendem potes muito engraçados para as nossas saladas.

A salada dura todo esse tempo no frigorífico, porque está hermeticamente fechada e os ingredientes que estão em contacto com o molho não entram em oxidação, daí ficarem sempre frescas e prontas a consumir como se tivessem sido acabadas de fazer.

é TOP!!

 Exemplos de outras Saladas de Pote

Leave a Comment